Localização e informações | Pergunte ao doutor | Recomendar

A acupuntura

A acupuntura é um dos pilares da medicina tradicional chinesa (mtc) e como tal utiliza todo o sistema teórico desta concebido com base na filosofia taoísta. A mtc fundamenta-se numa teoria energética . O corpo humano contém em si uma forma de energia, o QI (energia vital), é essa energia que nos mantém vivos e ativos. Se o QI for abundante, equilibrado e circular livremente gozaremos de perfeita saúde, se o QI for insuficiente, desequilibrado ou se bloquear surgirão a dor e a doença física e mental.

As principais causas de perturbação do QI são as emoções (a mtc não separa o corpo da mente e do espírito), o excesso ou deficiência alimentar, as alterações do tempo, os excessos sexuais, o excesso de trabalho, os traumatismos e as epidemias.

O QI tem circuitos próprios no corpo, isto é tem uma circulação. Esta circulação energética está relacionada com as órgãos. Cada órgão tem o seu circuito energético chamado canal ou meridiano, temos assim o meridiano do fígado, do coração, do baço, etc. Estes meridianos percorrem o corpo todo e estão ligados entre si formando uma rede energética e é sobre esta rede de meridianos que se encontra a maior parte dos pontos de acupuntura que são utilizados durante um tratamento.

O QI circula entre os órgãos e meridianos segundo um processo chamado dos “cinco movimentos” que reporta à concepção filosófica taoísta segundo a qual os elementos da natureza são classificados em cinco tipos: madeira, fogo, terra, metal e água. Estes elementos interagem e relacionam-se uns com os outros segundo um ciclo de produção e um ciclo de controle. No ciclo de produção um elemento gera o seguinte, no ciclo de controle um elemento controla outro numa relação dinâmica que é cíclica, o “movimento”: o movimento madeira produz o movimento fogo, que gera o movimento terra, que produz o movimento metal, que está na origem do movimento água gerador da madeira... Tudo na natureza está relacionado com um destes movimentos, das estações do ano aos órgãos, tecidos e emoções do Homem, por exemplo: a primavera, o vento, o fígado e a vesícula biliar, os tendões, a irritação e o ressentimento pertencem ao movimento madeira.

Quando um órgão/meridiano se desequilibra, e esse desequilíbrio não é corrigido, começam a surgir perturbações nos órgãos/meridianos que o precedem e nos que o sucedem no ciclo da produção, perturbando também o ciclo do controle gerando uma reação em cadeia em todo o sistema.

O objectivo de um tratamento de acupuntura é identificar a origem da perturbação e corrigi-la, ao eliminar ou atenuar a raiz do desequilíbrio consegue-se a cura ou a melhoria significativa dos sintomas.